Clicky

Freenet, até onde vai sua liberdade?

Parceiro: Sementeia19/05/2016

A world wide web foi concebida e construída a partir de um fundamento principal: a liberdade pela conexão em rede, e não demorou para se tornar o carro-chefe da liberdade de expressão do século XXI. Com ela, não somos apenas consumidores de informação, somos também produtores. Mas o quanto somos realmente livres na internet para acessar conteúdos, e nos expressarmos? Quem governa a rede? Com quais interesses? Temos privacidade? Quem garante o direito de todos os cidadãos a uma conexão rápida e de baixo custo? Essas e outras questões são debatidas em FREENET por especialistas e ativistas como Lawrence Lessig, Nnenna Nwakanma, Sergio Amadeu da Silveira, Edward Snowden, entre muitos outros. O filme passeia pela África, Índia, Estados Unidos, Brasil e Uruguai mostrando iniciativas e obstáculos para a democratização do acesso à internet e para a garantia de neutralidade da rede.

FREENET foi lançado no início de maio exclusivamente em circuito independente. Qualquer pessoa pode organizar uma exibição gratuita e aberta à comunidade. Para participar da rede de exibidores, basta preencher o formulário aqui: http://bit.ly/freenet_filme

“o filme tem um trabalho monstruoso de síntese de um debate de direitos digitais e mapeia a agenda em 4 pontos: problematiza a desigualdade de acesso a internet, discute a concentração de poder econômico e como que a cultura do copyright e direitos autorais bloqueia a cultura do compartilhamento, questiona a neutralidade de rede, que é dificílima de se fazer com as pessoas e, por fim, debate privacidade e a nossa transformação na sociedade de controle.”

Rafaek Zanatta (pesquisador em direitos digitais e telecomunicações no Idec – Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) durante debate do lançamento do Freenet Film em São Paulo

Por ordem de aparição no vídeo:
FRANK LA RUE – Relator Especial da ONU sobre a Promoção e Proteção do Direito à Liberdade de Opinião e Expressão de 2008 a 2014.

GLENN GREENWALD – Jornalista.

CATALINA BOTERO – Relatora Especial sobre Liberdade de Expressão da Organização dos Estados Americanos de 2008 a 2014.

LAWRENCE LESSIG – Professor de Direito de Harvard.

JACOB APPLEBAUM – Desenvolvedor do programa TOR.

MALKIA CYRIL – Diretora Executiva do Center for Media Justice.

Mais informações sobre a Taturana Mobilização Social: https://taturanamobi.com.br/