Clicky

Teorias e Práticas Feministas: algumas questões para pensar a política e a ciência feministas

Parceiro: Sementeia21/12/2017

Texto publicado no blog do Movimento pela Ciência e Tecnologia Pública (https://ctpublica.wordpress.com)

Márcia Tait é professora no programa de mestrado em Divulgação Científica e Cultural do LabJor/Unicamp e pesquisadora no Departamento de Política Científica e Tecnológica – DPCT/Unicamp. Sua tese de doutorado gerou o livro Elas Dizem Não! Mulheres camponesas e a resistência aos cultivos transgênicos, lançado em 2015 (download gratuito pode ser feito aqui).

A seguir, apresentamos o artigo Teorias e Práticas Feministas: algumas questões para pensar a política e a ciência feministas, no qual Márcia Tait traz algumas reflexões que nortearão o encontro do dia 14.

Mais do que discutir uma possível segmentação entre movimentos e siglas, as questões centrais que gostaria de colocar retomam a relação primordial e fundante entre feminismo e política abordado por teóricas e ativistas feministas do passado e que, sinto, voltam a pulsar com força no presente. Quais as principais questões teóricas e pautas políticas foram postas a partir da Segunda Onda (momento em que os estudos de gênero começam a entrar como campo teórico nas universidades – no Brasil isso acontece mais tarde a partir de 80)? Os feminismos influenciaram transformações nas estruturas e pressupostos da produção das ciências?

Confira o artigo completo (artigo_marciatait)