Clicky

Making-off Acampamento Elizabeth Teixeira

Parceiro: Turma da disciplina21/08/2019

O conjunto de ideias que formam o roteiro foi discutido durante alguns encontros e oficinas* com as agricultoras do Assentamento Elizabeth Teixeira. Trata-se de um trabalho que retrata o protagonismo feminino no contexto da agroecologia. Ao final da primeira oficina as agricultoras manifestaram interesse em conhecer e participar das atividades de filmagem bem como escolher os temas abordados na produção audiovisual sobre o acampamento.

*a metodologia dos encontros foi inspirada no modelo de ação da Pedagogia Griô, de Lilian Pacheco e Márcio Caires.

No encontro seguinte com elas foram elencados alguns temas: a produção de alimentos saudáveis, a diversidade dos alimentos do assentamento, a liberdade e segurança que as crianças tem ao poder brincar na comunidade. O making-off é apenas um conjunto de imagens que ilustram os encontros iniciais da produção coletiva em andamento.

O vídeo final está sendo construído em constante diálogo com o grupo de agricultoras do acampamento e em breve estará aqui no Sementeia.

Acampamento Elizabeth Teixeira – Limeira/SP

Inspiração e luta
Elizabeth Teixeira nasceu no dia 13 de fevereiro de 1925 em Sapé – Paraíba, símbolo da luta pela terra até hoje, por conta da sua atuação junto aos movimentos sociais do campo e aos povos do campo.

Ela dá nome ao acampamento Elizabeth Teixeira em Limeira – São Paulo, por sua história de vida cheia de encontros e desencontros, pela força da mulher do campo, por resistir e insistir que a reforma agrária é essencial para que o Brasil bem viva.

A terra e sua posse
Acampamento originado por ocupação em 2007, próximo ao Horto Florestal do Tatu, tem 115 famílias em uma área de 100 ha. Possuem também outros 600 ha que correspondem às áreas de reserva legal e preservação permanente. Proposta de ser um PDS (tipo de assentamento de Projeto de Desenvolvimento Sustentável), por isso a produção estará alinhada com a agroecologia. Situação ainda precária, sem luz, água encanada, saneamento básico e moradias ainda provisórias.

Localizado numa área de expansão urbana onde coexistem atividades agrícolas, industriais e urbano-imobiliária, a posse da área está em disputa judicial no âmbito estadual e federal desde 2007. Apesar de não possuir a posse da terra, a prefeitura de Limeira ordenou e comandou, em 2007, o que foi considerado um dos mais violentos episódios de reintegração de posse no interior de São Paulo.

Ficha técnica:

Acampamento Elizabeth Teixeira
Agricultoras:
Clarice dos Santos
Cintia da Silva
Jandira da Silva
Juraci Rosa da Silva
Marieta Ferreira das Neves
Melissa Moroski Lacowicz

Roteiro e filmagens
Alcilia Macarringue
Beatriz Álvares de Perea
Magda Cruciol
Mariana Ramos
Nadia Oliveira

Narração em off: Nadia Oliveira

Música: Maria Moita, Nara Leão. Compositores: Carlos Lyra e Vinícius de Moraes. Arranjos de Gaya. Gravadora: Elenco. Album: Nara, 1964 – Domínio Público; Duração: 4min34s

O vídeo é parte dos trabalhos de conclusão do Curso de Extensão “Meio Ambiente, Questão Agrária e Multimeios” – 1o Semestre 2019, realizado pelo Laboratório TerraMãe – Feagri, Nepam e IA/ Unicamp.