Clicky

Os movimentos, coletivos e ações de resistências são os protagonistas da Sementeia. São os parceiros e produtores de conteúdos. Estes grupos podem apresentar distintas formas de organização – movimentos sociais, coletivos, cooperativas, entre outros – sua presença na Sementeia se legitimará por constituírem ações coletivas que estejam relacionadas aos grandes temas e interesses da Sementeia e que tenham real disposição de compartilhar com nossos ideais por meio da produção e compartilhamento das sementes.

 

 

Assentamento Milton Santos

Formada em dezembro de 2005, a Comuna da Terra Milton Santos, localizada entre os municípios de Cosmópolis, Paulínia e Americana, no interior de São Paulo e nas franjas da rodovia Anhanguera – estando assim numa área de grande valorização imobiliária – é composta por sessenta e oito famílias de assentados, mais uma dezena de famílias agregadas e outra dezena acampada (em um espaço de recuo do assentamento), totalizando cerca de 300 pessoas. O Assentamento é uma área legalizada pelo Incra, e hoje responsável pela distribuição de alimentos orgânicos para mais de 30 entidades da região da grande Campinas, atingindo mais de 12 mil famílias quinzenalmente. O assentamento é dividido em lotes médios de apenas um hectare (10 mil m2). Ainda assim, ele integra a Rede de Agroecologia do Leste Paulista, que reúne agrônomos, agricultores e pesquisadores com o propósito de pesquisar e desenvolver práticas ecológicas no estado, e se tornou um dos mais produtivos do interior de São Paulo. Dessa forma, o Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) Comuna da Terra Milton Santos foi escolhido pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) como Unidade de Referência em produção agroecológica.

Contato: assentamentomiltonsantos@gmail.com

 

 

Centro de Estudos Rurais (Ceres)

Centro de Estudos Rurais (Ceres) do IFCH – UNICAMP é um grupo interdisciplinar de pesquisa que congrega pesquisadores, professores e estudantes interessados no estudo dos processos e relações sociais que atores, instituições e situações relacionados ao mundo rural em contextos nacionais ou internacionais. Atualmente, o Ceres congrega diversos grupos de pesquisas tais como o LATA – Laboratório de Antropologia, Territórios e Ambientes; LAPA – Laboratório de Pesquisa e Extensão com Populações Tradicionais Afro-americanas e o Observatório dos Conflitos Rurais no estado de São Paulo.

Contato: ceres@unicamp.br

Site: http://www.ifch.unicamp.br/ceres/

 

 

Coletivo Saravá

O Saravá se insere num contexto no qual o conhecimento técnico se faz fundamental para o avanço da sociedade na sua busca por justiça social. A missão do grupo é prover instrumentos tecnológicos para movimentos sociais e para a sociedade em geral, além de pesquisar e desenvolver ferramentas, instrumentos, protocolos, documentações, softwares, serviços e oficinas que possibilitem a replicação da iniciativa do Grupo por outros grupos e pessoas, tendo cuidado para evitar a apropriação capitalista dessas inovações.

Site: https://www.sarava.org/

 

 

Laboratório Terra Mãe

O Laboratório Multi-usuários de Comunicação e Pesquisas Ambientais e Agrícolas TERRAMÃE é fruto de uma parceria entre a área de Planejamento e Desenvolvimento Rural Sustentável (Sociologia e Extensão Rural) da Faculdade de Engenharia Agrícola/FEAGRI, o Instituto de Artes/IA e o Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais/NEPAM, unidades da Universidade Estadual de Campinas/UNICAMP.

Contato: labterramae@gmail.com

Site: http://laboratorioterramae.wordpress.com/

 

 

Midia Livre Vai Jão

Exercícios de Mídia Livre em Campinas-SP. Uma perspectiva de trabalhos de mídias em rede, descentralizada, autonoma e independente.

Contato: midialivrevaijao@gmail.com

Facebook: https://www.facebook.com/pages/M%C3%ADdia-Livre-Vai-J%C3%A3o/347482885410546?fref=ts

Links de Transmissão ao vivo: http://us.twitcasting.tv/mlivrevaijao ;
http://us.twitcasting.tv/mlivrevaijao2 ; http://us.twitcasting.tv/mlivrevaijao3

 

 

Olhares do Campo – Comunicação Comunitária

Olhares do Campo é um projeto de ensino centrado tanto no apoio à formação dos licenciandos em Educação do Campo da UFJVM, quanto no fortalecimento de uma comunicação comunitária na região de abrangência desse curso. Atualmente conta com colaboradores nas seguintes regiões do estado: Jequitinhonha, Mucuri e Norte de Minas. O projeto foi aprovado no edital do Programa de Apoio ao Ensino de Graduação – PROAE 2018, administrado pela Pró-Reitoria de Graduação – PROGRAD – desta mesma universidade.

Site: https://www.olharesdocampo.org/

 

 

Mó Documental

A Mó Documental é um coletivo de produção multimídia formado por três profissionais apaixonados por seus trabalhos e cujas habilidades se complementam, o fotógrafo e designer Alexandre P. Macedo, a antropóloga e documentarista Janaína Welle e o fotojornalista João Correia Filho. Juntos, atuam em diversas linguagens, como o vídeo, o áudio, a fotografia e o texto, seja para material impresso ou para o universo digital. Unem suas sensibilidades sempre mantendo as antenas ligadas às questões atuais e raízes em trabalhos que valorizem o humano, o meio ambiente e as relações sociais.

Site: http://www.modocumental.com.br/

 

 

Educação pelas Imagens

O programa Educação pelas Imagens objetiva desenvolver oficinas de treinamento para diferentes segmentos da sociedade sobre as problemáticas ligadas aos trabalhadores e ao trabalho no Brasil. Estas oficinas tem como material didático pedagógico as imagens: fotografias, vídeos, slides entre outros recursos visuais disponíveis. No âmbito deste programa realiza-se também para a produção de material didático para distribuição nas escolas, nas Universidades, nas entidades sindicais, não governamentais e governamentais, em especial documentários de média metragem e cadernos com texto didáticos sobre os temas abordados.

Contato: beto.novaes@uol.com.br

Site: http://uc.forum.ufrj.br/index.php/educacao-pelas-imagens

 

 

Programa de Extensão EDUFOR-Cantu/UFFS

O presente Programa abrange o Território da Cantuquiriguaçu, região localizada no centro-sul do Paraná. Além do baixo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), que confere à região o lugar de Território da Cidadania, os conflitos agrários e a constante violação de direitos têm atingido camponeses, trabalhadores rurais sem terra, comunidades indígenas e quilombolas. Em meio a este contexto, a Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Laranjeiras do Sul, tem como desafio fomentar o desenvolvimento territorial bem como possibilitar o acesso e a permanência de jovens oriundos das camadas populares – do campo e da cidade – ao Ensino Superior. Diante deste quadro, as atividades e os projetos que integram este Programa têm por objetivo promover e mobilizar ações nas áreas de educação, formação e organização sociopolítica da e na comunidade regional, de maneira articulada e em parceria com entidades e movimentos sociais, para o fortalecimento da cidadania de sujeitos sociais e coletivos em situação de vulnerabilidade. Eixos comuns e sinérgicos articulam as atividades propostas: o fortalecimento da luta pela Reforma Agrária; o fortalecimento dos sujeitos sociais pelo viés da educação, formação, comunicação, organização e cooperação; e a integração de diversas áreas de conhecimento a partir do diálogo com realidades e demandas sociais concretas. O Programa conta ainda com a participação de docentes, técnicos e acadêmicos da UFFS, além de parcerias externas com a UNICAMP, UNIOESTE e UNICENTRO. A metodologia de trabalho está fundamentada na práxis e em referenciais teóricos de base crítica, pautados na Educação Popular.

Contatos:

lucianahds@gmail.com

fran.dandolini20@gmail.com

edu.campo2012@gmail.com

 

 

Rede de Agroecologia da Unicamp

A Rede de Agroecologia da Unicamp (RAU) constitui-se como uma rede de atores voltada a potencializar, articular e promover atividades de ensino, pesquisa e extensão em Agroecologia na Unicamp e instituições parceiras visando contribuir para ampliação das práticas e compartilhamento de saberes sobre o tema com toda sociedade.

Contato: raunicamp@gmail.com

Site: http://www.cisguanabara.unicamp.br/redeagroecologia/inicio.htm

 

 

Rede de Estudos Rurais

A Rede de Estudos Rurais é uma associação sem fins lucrativos composta por pesquisadores e estudantes voltados para o conhecimento dos fenômenos relacionados ao mundo rural no seu sentido mais amplo. Trata-se de uma instituição de caráter multidisciplinar e que se propõe a agregar pesquisadores nos mais diferentes níveis da carreira acadêmica, desde estudantes àqueles mais experientes, bem como os que trabalham em instituições de pesquisa, organizações não governamentais, instituições estatais e que tenham interesse em aprofundar discussões sobre as diferentes manifestações do rural em nossa sociedade.

Contato: rdestudosrurais@gmail.com

Site: http://www.redesrurais.org.br/

 

 

Taturana Mobilização Social

A Taturana democratiza o acesso ao cinema a partir de uma rede articulada de parceiros em todo o Brasil.
Nossa tecnologia social permite que as produções extrapolem a telona e se espalhem por circuitos de difusão em centros culturais, cineclubes, escolas, organizações e instituições sociais, pontos de cultura, universidades, coletivos, praças e equipamentos públicos etc.
Com isso, buscamos:
> Ampliar a difusão de obras audiovisuais a partir de redes culturais
> Engajar pessoas e instituições em causas e conteúdos relevantes abordados pelas obras
> Formar público para a cultura audiovisual
> Democratizar o acesso ao cinema brasileiro
> Ocupar espaços públicos e de interesse público com atividades socioculturais ligadas a cinema/audiovisual
Chamamos os parceiros da rede de EMBAIXADORES.
O embaixador do filme em uma instituição ou município:
> Mobiliza localmente
> Articula a exibição em espaços públicos ou de interesse público
> Realiza a sessão/atividade e
> Conecta o ponto local à rede gerada em torno da obra audiovisual exibida

Site: http://beta.taturanamobi.com.br/
Contato: contato@taturanamobi.com.br

 

 

Terra de Sentidos

O Terra de Sentidos nasce em 2013, pela iniciativa de Marcelo Vaz Pupo. Com a proposta de escrever sobre a experiência de trabalho e vida pela universidade, atividades de extensão em Assentamentos Rurais, terra, produção, emancipação, diversidades de sentidos nas vivências com as matizes camponesas da região de Campinas e do estado de São Paulo, o blog também tem a contribuição de outros autores e autoras que procuram divulgar seus trabalhos e pesquisas na interface da Educação do Campo com a Agroecologia.

Site: http://terradesentidos.org/